varizes, possíveis doenças e tratamentos sugeridos

Descrição de varizes

Dilatação permanente e mais ou menos extensa de uma veia, localizando-­se habitualmente nas coxas, nas pernas ou no ânus.

Manifestações:

  • Membros Inferiores (pernas): Gravidez, úlceras varicosas.
  • Complicações: Flebite.
  • Ânus: Hemorroidas.

 

As varizes podem ser sintoma de:

Gravidez

Dificuldade na circulação sanguínea do útero e das pernas.

 

Úlceras varicosas

Podem sobrevir depois de um traumatismo, mesmo leve, quando as varizes são muito grandes. A pele se toma escura e pode haver hemorragia local, que pode ser estancada por simples compressão.

 

Flebite

Formação de coagule dentro de uma veia dilatada da planta do pé ou da barriga da perna. No inicio, febre inexplicável, cãibras dolorosas. Depois, dor bem localizada nas pernas, com deformação e inchaço, por causa do aparecimento de um edema duro e esbranquiçado.

Foto mostrando perna com e sem varizes
Além de serem esteticamente feias, as varizes podem ser sintomas de doenças mais sérias

 

Hemorroidas

Varizes das veias da parte inferior do intestino grosso e do ânus, Espécie de inchaço violáceo, em forma de cordão, à volta do ânus, quando as hemorroidas são externas. Sua presença provoca vontade permanente de evacuar. Podem romper­-se, deixando sair um filete de sangue.

 

Fazer pedidos de produtos da Avon;

Fazer pedidos de produtos da Natura;

Fazer pedidos de produtos do O Boticário;

Visitar a loja do Natural & Bela

 

Tratamentos naturais das varizes

Algoterapia

Uma vez por semana, tomar banho de pó de algas a 36 °C, de 20 minutos de duração.

 

Balneoterapia

Duchas frias locais 2 vezes ao dia. Tomar banho frio parcial de 2 minutos, 1 vez ao dia. Envoltura fria das pernas com água avinagrada.

 

Dieta

Reduzir os alimentos gordurosos, os condimentos e as carnes vermelhas.

Na alimentação, insistir em: cenoura: de 100 a 150 g de suco de cenoura ao dia. Grapefruit: suco, antes das refeições. Limão: 100 g de suco num copo de água adoçada com mel. Beterraba crua, como entrada. Amoras em geleia ou compota.

 

Ergoterapia

Evitar ao máximo ficar em pé, imóvel e por muito tempo. Manter as pernas levantadas, sempre que possível. Caminhada moderada, 1 hora ao dia. Praticar exercícios respiratórios e abdominais. Usar roupas amplas e calçados confortáveis. Como esportes, aconselham-­se a natação e a bicicleta.

 

Fitoterapia

  • Arruda: Ferver 100 gramas de folhas e ramos por 10 minutos com 5 litros de água. Colocar em um balde. Mergulhar os pés e as pernas, preferencialmente a uma temperatura suportável, até que o banho esteja frio;
  • Bardana (raízes): Decocção de 40 g por litro; ferver 15 minutos; tomar 3 xícaras ao dia;
  • Bolsa-­de-­Pastor (planta inteira): Decocção de 40 g por litro; tomar 4 xícaras ao dia;
  • Dente­-de-­Leão (raiz e folhas): Infusão de 60 g por litro; deixar descansar 20 minutos; tomar 3 xícaras ao dia;
  • Malva­-Rosa (flores): Infusão de 50 g por litro; deixar descansar 20 minutos; tomar 3 xícaras ao dia;
  • Azeite de oliva: Aplicações locais.

 

Hidroterapia

Tratamentos termais a critério médico.

 

Homeopatia

Aesculus hippocastanum D3 (líquido): Tomar 20 gotas num pouco de água, antes das refeições.

 

Massoterapia

As massagens por deslizamento leve em sentido ascendente são muito uteis no caso de varizes localizadas nos membros inferiores.

 

Tratamento diversos das varizes

Banhar as pernas em água argilosa e massageá-­las em seguida, fazendo movimento ascendente, do tornozelo ao joelho.

Cataplasma: Preparar água argilosa e acrescentar uma infusão de videira vermelha e tomilho em partes iguais. Untar previamente a perna com urna camada de óleo de amêndoas doces e recobri­la com uma camada de 1 cm de espessura.

Depois do banho, fazer massagens nas pernas, no sentido do tornozelo para o joelho, com uma loção a base de decocção de folhas de videira vermelha (um punhado para 1 litro de água) e vinagre de sidra (3/4 de vinagre para 1/4 de decocção).

Pode­-se também preparar cataplasmas de repolho do seguinte modo: tomar 2 ou 3 camadas de repolho que ultrapassem ligeiramente o limite das varizes; aplica-­las ao deitar, conservando-­as durante toda a noite; cobrir com uma camada de algodão e enfaixar, sem apertar demais.

 

Voltar ao índice de Sintoma, possíveis doenças e tratamentos sugeridos