Básico sobre colar, cordão e corrente

Colar (ou cordão pois não há grande diferença na definição) foi um dos primeiros acessórios utilizados pelos seres humanos. Ambos podem ser feitos de diferentes tipos de materiais: couro, fibras, etc. Quando são feitos de metal em formato de malha muitas vezes são chamados de correntes.

Com o passar do tempo surgiu uma grande variedade de colares tanto para mulheres quanto para homens. Por isso, vamos dar orientações básicas para que você não fique perdido. A seguir vamos ver:

  • Tipos de correntes ou malhas;
  • Colar feminino;
  • Colar masculino.

Veja alguns dos cordões Rommanel que comercializamos:

Tipos de correntes ou malhas

Os colares/ cordões podem ser feitos de diferentes tipos de metal formando correntes. Especificamente quando falamos de joias, os diferentes tipos de correntes são chamados de “malha”.

Muitas dessas malhas foram criadas no período do Renascimento (há cerca de 400 anos atrás…) por ourives italianos. Outras malhas foram criadas bem mais recentemente.

Os principais tipos de malha utilizados em joias feitas de correntes de metal são mostrados na figura abaixo:

malhas_cordoes
Os principais tipos de malhas da qual são feitas as correntes utilizados em colares e cordões. Dê uma olhada em alguns cordões Rommanel e observe o tipo de malha:

Cordão Rommanel feminino

Cordão masculino Rommanel

 

Agora vamos comentar mais detalhadamente cada um dos tipo acima e outros adicionais também comuns em joias:

Groumet

Essa é uma malha bastante popular, composta de elos longos (podendo até mesmo serem duplos). A característica marcante da malha groumet é que os elos têm espessura maior.

malha tipo groumet
A característica marcante da corrente com malha groumet é que os eles tem espessura mais grossa
A malha do tipo groumet também pode ser feita com elos duplos
A malha do tipo groumet também pode ser feita com elos duplos

Cartier

A malha cartier foi criada por Louis Cartier, fundador da joalheria de mesmo nome. A característica marcante da malha cartier é que os elos são levemente achatados e tem o mesmo tamanho ao longo de todo o cordão.

Os elos são levemente achatados e tem o mesmo tamanho ao longo de todo o cordão feito com malha cartir
Os elos são levemente achatados e tem o mesmo tamanho ao longo de todo o cordão feito com malha cartier.

Elo português

A malha de elos português é composta de diversos elos redondos posicionados de forma diferente. Na prática, os elos ficam intercalados na vertical e na horizontal.

Elos redondos intercalados na vertical e na horizontal são características da malha do tipo ele português.
Elos redondos intercalados na vertical e na horizontal são características da malha do tipo ele português.

Veneziana

A característica dessa malha é que seus elos são interligados, bem unidos, formando conexões delicadas em que quase não sobra espaço entre um elo e outro.

corrente de malha veneziana
Elos interligados, bem unidos, formando conexões delicadas em que quase não sobra espaço entre um elo e outro são características da malha veneziana

 

Corda (ou elo baiano)

A malha do tipo corda tem esse nome porque segue a mesma lógica de uma corda real. Os elos são bem trabalhados, dando a aparência de vários elos bem unidos. Não é um tipo de malha muito comum e os cordões feitos com ela costumam ter preço elevado.

Joias feitas com malha do tipo corda costumam ter preços elevados devido ao trabalho requerido na confecção da corrente
Joias feitas com malha do tipo corda costumam ter preços elevados devido ao trabalho requerido na confecção da corrente

 

Rabo de rato

A malha do tipo “rabo de rato” parece ser um cordão único. Isso acontece porque os elos são interligados de modo a formar um fio único. É uma malha bastante popular atualmente. Uma característica marcante dessa malha é sua alta flexibilidade.

Correntes feitas de malha tipo rabo de rato parecem ser feitas de um fio único
Correntes feitas de malha tipo rabo de rato parecem ser feitas de um fio único

 

Americana

É um tipo de malha bastante parecida com o “elo português” mas nela os elos são ovais. Os elos também ficam intercalados na vertical e na horizontal.

A corrente com malha americana é bem parecida com a de malha “elo português”; a diferença é que na americana os elos são ovais.
A corrente com malha americana é bem parecida com a de malha “elo português”; a diferença é que na americana os elos são ovais.

Singapura

Nesse tipo de malha os elos são interligados e ornam com elos tortos dando um efeito característico no cordão.

Elos interligados ornando com elos tortos são as características de corrente feitas com malhas do tipo singapura
Elos interligados ornando com elos tortos são as características de corrente feitas com malhas do tipo singapura.

Fígaro

Esse tipo de malha também é conhecida como “piastrine” e tem como característica principal ter três pequenos elos conectados a um elo maior e assim por diante.

Três (ou mais) elos pequenos  conectados a um elo grande é a característica marcante da corrente feita com malha do tipo fígaro
Três (ou mais) elos pequenos conectados a um elo grande é a característica marcante da corrente feita com malha do tipo fígaro

 

Colar feminino

Você já leu um uma revista ou site na internet e não entendeu a que tipo de colar determinados nomes se referem? Hoje são tantos nomes que a maior parte das pessoas fica confusa. Mas vamos ajudar começando pelo básico:

Tamanho do colar feminino

Os colares femininos existem nos mais variados tamanho; por isso, é importante começar a falar pelo tamanho deles.

Principais medidas de colares femininos
Principais medidas de colares femininos

Colar com 40 cm  (ou menos)

Com essas medidas os colares também são chamados de gargantilhas pois ficam curtos e próximos a garganta. Costumam ficar a mostra com qualquer tipo de decote. Tamanho adequado para utilizar no dia-a-dia para um visual informal. 

Colar com 50 a 60 cm

Com essa medida, o colar fica posicionado um pouco acima do busto feminino, destacando o colo.

Colar de 70 a 80 cm

O colar entre 70 e 80 cm costumar ficar bem em cima do busto feminino. Essa posição é perfeita para quem deseja valorizar o corpo, alongar a silhueta e deixar o visual mais elaborado.

Colar com 90 cm

Antigamente essa medida de colar pertencia apenas ao universo masculino. Recentemente tornaram-se acessórios femininos também. Nessa medida, o colar ultrapassa o busto ajudando a compor vários visuais: pode ser misturado com outros colares (colarismo) ou é possível utilizá-lo dando duas voltas, o que acrescenta volume a peça.

Denominações atuais de colares femininos

Tal como a moda, o nome do colares femininos parece mudar a cada ano. Veja as denominações mais recentes.

Maxi colar / Statement Necklace

É o colar de quem quer marcar, chamar a atenção. O tamanho vai de médio a grande e a peça é cheia de detalhes.

É perfeito para usar junto com uma peça de roupa mais básica ou lida.

Grande parte desses colares são bijuterias mas não necessariamente baratas.

Use o maxi colar se quiser chamar atenção
Use o maxi colar se quiser chamar atenção

Gargantilha/ choker

O choker é um nome mais “moderno” para as gargantilhas que agora não precisam ficar mais grudadas no pescoço, bastando estar próxima a ele.

Por ser uma peça que fica rente ao pescoço e a nuca, a choker fica ótima com blusas e vestidos tomara-que-caia ou com as mangas ciganinhas. Deve ser usada com cautela por pessoas que tem pescoço mais curto, pois tendem a diminuir ainda mais seu tamanho.

Choker, nome atual para gargantilha
Choker, nome atual para gargantilha

Colar longo/ pendant necklace

São os colares mais alongados, geralmente finos e com pingentes variados.

Ao ser usado, o colar longo, com cordão fino e um pingente médio na ponta, vai dar volume na área do busto sem chamar muita atenção, alongando a silhueta.

O comprimento deles varia e podem ser combinados com outros modelos de colares, mais curtos, médios ou de mesmo comprimento.

O colar longo ajuda a alongar a silhueta
O colar longo ajuda a alongar a silhueta

Colar de corrente / chain necklace

Sãos os tradicionais colares de correntes com diferentes tipos de malha que já vimos acima.

Colares de correntes são dos mais tradicionais e podem ter variados tipos de malhas
Colares de correntes são dos mais tradicionais e podem ter variados tipos de malhas

Colar masculino

O colar masculino tem menos variações do que o feminino mas mesmo assim é preciso cuidado ao utilizá-lo.

Medidas mais comuns de colares masculinos
Medidas mais comuns de colares masculinos

A primeira dica é evitar (salvo se você tiver um estilo específico em vista) utilizar colares maiores ou menores do que 50 ou 60 cm e entre 3 e 4 mm de espessura. Nessas medidas, ela cairá bem com qualquer homem. Colares de 1,5 mm  ou menores do que 50 cm parecem muitos delicados e dão um ar feminino.

Se você tem o pescoço mais largo, deve evitar usar modelos que sejam grossos ou tenham o comprimento muito curto, pois isso evidencia ainda mais a região. Já quem tem o pescoço mais fino vai partir para o oposto, ou seja, criar volume nessa área com itens mais compridos e grossos.

Ao usar um pingente com um cordão masculino lembre-se que eles devem ser proporcionais. Um cordão fino não deve ser usado junto com um pingente muito grande; já se a cordão for longo, ele não combinará com pingentes pequenos.

 

Cordão Rommanel

Gostou da nossa explicação sobre colar, cordão e corrente? Agora veja os produtos da linha da Rommanel que vendemos online:

 

Ler mais  sobre a Rommanel

Deixe uma resposta