Publicado em 1 comentário

Entenda o que é uma semi-joia, o folheado e o banhado

Muitas vezes, ao falarmos de joias e bijuterias, utilizamos alguns termos de maneira incorreta. Entre os termos mais incorretamente empregados estão “semi-joia”, “folheado”, “chapeado” e “banhado”..

Vamos ver o que eles realmente significam para você perceber como as semi-joias da Rommanel têm alta qualidade.

O que é uma joia

Essa resposta é: depende! Como não há um critério para definir o que é uma joia, muitos países acabaram estabelecendo isso em suas legislações. Nos Estados Unidos é considerada joia de ouro qualquer liga acima de 10K. No Brasil tem que ser no mínimo 14 K para a liga poder ser chamada de ouro. Ou seja, a definição do que é joia pode variar de um país para outro.

Para piorar, nenhuma joia é realmente feita só de ouro!

Nenhuma joia é feita só de ouro

Apesar de comumente falarmos que uma joia é feita de ouro maciço isso não é verdade. E o motivo é simples: o ouro puro (ouro 24K) é muito mole. Se você tivesse um anel feito 100% de ouro (ou ouro 24K), num aperto de mão ele amassaria!

Para que o ouro não amasse ele é misturado a outros metais como o cobre, zinco, prata ou paládio, etc., formando uma liga metálica. Esse metais determinam a dureza da liga mas também acabam interferindo na cor do ouro. Dessa forma, as joias são feitas de ligas metálicas em que predomina o ouro!

O quilate

Para determinar a quantidade de ouro numa liga usa-se a expressão quilate (k), sendo que 24 K equivalem a ouro puro. Quando falamos que uma joia é de ouro 18 K, estamos dizendo que ela tem 18 partes de ouro e seis partes de outros metais (18 + 6 = 24). Já uma joia de ouro 14 K tem 14 partes de ouro e 10 de outros metais. Na Europa não se usa tanto o temos quilate; por lá é mais comum utilizar o milésimo europeu sendo que ouro 24 k lá é conhecido como ouro 999 e o ouro 18 k como ouro 750.

Veja a tabela de equivalência abaixo:

 teor de ouro

O quilate (k) nada tem a ver com o quilate (ct) usado para medir o peso de uma pedra preciosa. Um quilate (k) é uma medida de pureza do ouro enquanto o quilate (ct) é uma medida de peso. O quilate (ct) equivale a 1/5 do grama ou 200 miligramas .

O que é uma semi-joia

O termo “semi-joia” é utilizado para toda peça que não é feita de metal nobre maciço mas recebe camada(s) de metal nobre através de um dos processos que veremos a seguir, o folheado (chapeado) ou o banho.

Os metais nobres mais comuns nas chamadas das semi-joias são o ouro, paládio, ródio e prata

É exatamente o processo de folhear ou de banhar que faz a diferença entre uma bijuteria e uma semi-joia. As bijuterias são acessórios feitos com principal objetivo de ter preços atraentes e para isso é necessário utilizar metais menos nobres assim como trocar o folheado ou banho de ouro ou prata por pintura que simule o mesmo.

Também nas bijuterias as pedras empregadas costumam ser de plástico enquanto nas semi-joias são de cristais ou zircônia.

A Rommanel somente comercializa semi-joias, não bijuterias e nem joias maciças.

O que é o folheado

Folhear ou chapear significam exatamente o mesmo processo aplicado a uma peça.

Folhear (ou chapear) consiste em aplicar uma fina folha de metal — de ouro, prata, etc., sobre a peça, e depois comprimi-la com força, o que permitirá a aderência da folha de metal à peça.

O processo de folhear está caindo em desuso na produção de semi-joias. Isso acontece porque a folheação só pode ser bem feita em objetos planos, chapas ou canetas. Imagina folhear uma joia cheia de curvas, reentrâncias, etc ? Hoje em dia é mais fácil encontrarmos outros tipos de produtos folheados, como canetas ou isqueiros.

O que é o banhado

Banhar uma peça consiste em depositar camadas de metal nela através de um processo chamado galvanoplastia. Esse é o processo que a Rommanel realiza em suas joias.

Como o nome diz, esse processo consiste, literalmente, em banhar a peça. Ela é mergulhada em uma solução que contém o metal dissolvido que vai dar o acabamento.

As camadas de metal são depositadas eletroquimicamente com a aplicação de uma corrente elétrica na peça. O metal dissolvido na solução é transportado e depositado na superfície da peça.

O cobre, o níquel, a prata, o ródio e o ouro são alguns exemplos de metais amplamente utilizados no banho de joias. O níquel é proibido de ser utilizado em muitos países por causar alergia. A Rommanel não utiliza o níquel nos banhos que suas joias são submetidas; por isso, elas não causam alergia.

Por ser mais eficiente, o processo de galvanoplastia é responsável por banhar quase 100% das semi-joias que estão no mercado.

Dessa forma, hoje em dia, somente o termo “banhado” pode ser considerado sinônimo de “semijoia”.

O que é um banhado de qualidade

Já vimos que o banhado é um processo mais eficiente do que o folhedo para produzir semi-joias. Mas existem banhados e banhados. Um bom banhado deve:

1. Ter uma quantidade razoável de milésimos de metal

A semi-joia recebe diversas camadas de banho (no caso da Rommanel são três). A quantidade de metal nobre usada para fazer a peça é chamada de “milésimos” e isso está diretamente ligado à qualidade da semi-joia.

Um banho de excelente durabilidade possui entre 8 e 10 milésimos de metal nobre, como o ouro ou o ródio, por exemplo. Lembre-se que o ouro puro tem 999 milésimos. A única exceção fica por conta dos brincos que, por sofrerem menos atrito, podem ser banhados com até 5 milésimos de metal nobre, sem que a qualidade da peça seja prejudicada.

2. Não receber banho de níquel

O níquel, quando aplicado em um camada intermediária da semi-joia melhora o acabamento dela, deixando-a mais lisa e resistente.

No entanto, o níquel causa alergia em muitas pessoas. Por isso, em vários países é proibido empregar o níquel em banhos de semi-joias.

Uma semi-joia antialérgica não pode, em hipótese alguma, possuir níquel em sua composição. Nenhuma semi-joia da Rommanel recebe banho de níquel e por isso, não causam alergia.

3. Joias “prateadas” idealmente devem ter banho de ródio

Joias “prateadas” escurecem quando entram em contato com algumas substâncias como perfumes, ácido úrico liberado no suor e produtos de limpeza.

Existem metais que escurecem mais facilmente. Semi-joias banhadas a prata costumam escurecer mais rapidamente pois este é um metal que oxida com mais facilidade. Assim, a semi-joia banhada a prata precisa ser limpa com mais frequência.

Dentre os usados para dar banho de prata, o ródio é o melhor, já que tem menos probabilidade de escurecer. O ródio, em relação à prata, é um metal mais caro, mas o investimento compensa.

Vídeo da Rommanel explicando a diferença entre joias folheadas, banhadas e semi joia

O que é uma semi-joia, o processo de folhear e de banhar

Ler mais  sobre a Rommanel

Um comentário sobre “Entenda o que é uma semi-joia, o folheado e o banhado

  1. […] São as peças mais similares às joias. O que muda é sua composição: a base (estrutura) é feita em material “não” nobre (latão, estanho, bronze e até mesmo a prata) e passam por um processo de folheamento (cada vez menos frequente) ou banho de material nobre (ouro, prata, ródio). […]

Deixe uma resposta