fbpx

Escapulário da Rommanel, modelos e preços, e um pouco de história

O escapulário atualmente está em moda. E como item da moda, nada mais natural que a Rommanel fabrique vários modelos dele. Mas além de conhecer os diversos modelos fabricados pela empresa, convidamos você também a conhecer o significado do escapulário, como ele deve ser utilizado e a proteção que ele pode trazer.

O que significa o escapulário

O escapulário é um objeto símbolo da religião católica composto de duas medalhas, normalmente quadradas, com imagens e unidas por uma corrente. Seu significado é de proteção física e espiritual. Pelo fato de trazer proteção, o escapulário nunca deve ser retirado.

O formato e o modo de utilização dele tem a ver com a origem da própria palavra escapulário que surgiu a partir do latim scapula, que quer dizer “armadura” ou proteção”, e refere-se também à região da escápula, osso localizado na região dos ombro, onde se utiliza o escapulário.

 

Escapulário Rommanel masculino

A origem do escapulário

O escapulário tem origem em um mito que data 6 de julho de 1251.

No ano de 1200, um grupo de homens se reuniu no Monte Carmelo, na atual costa de Israel, com um único propósito em mente: seguir Jesus Cristo. Para isso, construíram uma pequena capela em homenagem a Nossa Senhora que depois, por conta do nome da região, ficou conhecida como “Ordem dos Carmelitas”.

Entre os anos 1230-1251, o monge inglês Simão Stock (mais tarde São Simão Stock) andava apreensivo pois a Ordem dos Carmelitas, que ele dirigia, atravessava uma fase difícil: recém-chegada à Europa como nômade, expulsa pelos muçulmanos do Monte Carmelo, a Ordem atravessava um período crítico. Os frades carmelitas encontravam forte resistência de outras ordens religiosas para sua inserção. Além disso, não mantinham boa relação com o papa Honório III. Eram hostilizados e até satirizados por sua maneira de se vestir. Mas Simão Stock era homem de fé e grande devoto de Nossa Senhora.

Em resposta às preces do monge, Nossa Senhora apareceu para ele em 6 de julho de 1251 e lhe presenteou com o escapulário, que deveria ser replicado e distribuído a todos os monges da ordem, pois, segundo Nossa Senhora, “quem morrer vestindo-o, se salvará”.

A aparição ficou conhecida como Nossa Senhora do Carmo e, sete meses depois, Honório III reconheceu a ordem, permitindo que ela se expandisse pela Europa.

Antigamente o escapulário era feito de pano: uma faixa longa de tecido que deveria ser colocada sobre o hábito dos carmelitas.

Quanto o escapulário popularizou-se entre os cristãos leigos, ele ganhou uma aparência mais parecida com a atual: dois pedaços de tecido presos por um cordão, sendo que um tecido trazia a imagem de Nossa Senhora do Carmo, e o outro, o Sagrado Coração de Jesus.

foto de um escapulário feito de pano e cordão
Os primeiros escapulários dos cristãos leigos eram feitos de pano e cordão

Em 1910, o Papa PIO X concedeu que o Escapulário pudesse ser substituído por uma medalha (pingente) que tivesse de um dos lados Nossa Senhora sob qualquer invocação (Carmo, Aparecida, Dores, Conceição, Fátima, Desatadora dos Nós…) e do outro lado, o Coração de Jesus, e benzida apenas com sinal da cruz.

Em 28 de Janeiro de 1964, o Papa Paulo VI concedeu ainda que todos os Sacerdotes pudessem impor o Escapulário e substitui-lo pela respectiva medalha, pois até aí era um privilégio dos Padres Carmelitas e de outros Sacerdotes que o pedissem à Santa Sé.

Dessa forma, foi se tornando cada vez mais simples que cada pessoa pudesse ter a proteção de um escapulário sem precisar usá-lo em sua forma original.

 

O escapulário atual

Hoje em dia o escapulário é, predominantemente, feito em metal banhado a ouro, prata (ródio), etc..

O escapulário está na moda. E como é próprio da moda, ela também alterou um pouco a função original do escapulário dando mais ênfase que ele combine bem com as roupas que as pessoas vestem.

O modelo, com duas medalhas (de vários formatos) antepostas, se consolidou. A diferença é que hoje são usadas as mais variadas imagens – e não mais apenas a de Nossa Senhora do Carmo e a do Sagrado Coração de Jesus.

 

Como usar o escapulário

A tradição manda que o escapulário seja um presente para a pessoa que vai usá-lo e nunca adquirido por ela.

No entanto, é apenas uma tradição: não existe nenhuma regra religiosa que determine que o escapulário necessariamente precise ser ganho. O que vale mesmo aqui é o compromisso que a pessoa assume com Nossa Senhora de, além de querer receber sua proteção, procurar colocar em prática na sua vida as virtudes que Ela ensina!

Há um rito que se costuma fazer antes de passar a usar o escapulário: entregá-lo a um sacerdote para que seja benzido. Melhor ainda se for no dia 16 de julho (dia de Nossa Senhora do Carmo).

Mas se você quiser trazer um pouco da sua fé para a joia, pode realizar a oração do escapulário você mesmo. Veja uma versão da oração:

“Santíssima Virgem Maria, Esplendor e Glória do Carmelo, vós olhais com especial ternura os que se revestem com o vosso Santo Escapulário.

Cobri-me com o manto da vossa maternal proteção, pois a Vós me consagro hoje e para sempre.

Fortalecei a minha fraqueza com o vosso poder.

Iluminai a escuridão do meu espírito com a vossa sabedoria.

Aumentai em mim a fé, a esperança e a caridade.

Adornai a minha alma com muitas graças e virtudes.

Assisti-me na vida, consolai-me na morte com a vossa presença e apresentai-me à Santíssima Trindade como vosso filho(a) dedicado(a), para que possa louvá-La por toda a eternidade.

Amém!”

 

O escapulário deve ser utilizado como sinal de confiança e fé em Nossa Senhora e Jesus Cristo, como uma promessa de que ela sempre te protegerá e afastará os males que possam tentar lhe afligi-lo.

Existem duas graças que podem ser concedidas àquele que usa, de forma correta, o escapulário:

  • Primeira Graça: ser livre do fogo do inferno
  • Segunda Graça: ser liberto do Purgatório no primeiro sábado

 

O escapulário como presente

A origem do escapulário é masculina – embora tenha sido oferecido por Nossa Senhora, ele foi utilizado predominantemente por homens durante muito tempo.

Isso ajuda a quebrar qualquer tipo de preconceito em relação ao uso do escapulário como acessório e o torna um excelente presente para o dia dos namorados ou dos no dia dos pais, por exemplo.

foto com vários atores famosos utilizando escapulários
O uso do escapulário está na moda entre famosos

 

E quando o escapulário arrebenta?

Quando o escapulário arrebenta, o ideal é que você não o conserte pois significa que de alguma coisa muito forte você foi protegida(o).

 

Escapulário da Rommanel

A Rommanel tem uma série de escapulários. Confira abaixo:

Ler mais  sobre a História da Rommanel, diferencial de suas joias e muito mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: